Hershey apoia formação de microempreendedores para trabalhar com chocolate

Information – Education – Matchmaking

chocolate

A gigante americana Hershey também é uma empresa que investe em inclusão social, por isso, a partir de dezembro, a companhia vai apoiar o Gerando Falcões, ONG que visa transformar a realidade de comunidades da periferia com atuação em quatro frentes: esporte, cultura, qualificação profissional e geração de renda.

Para a Hershey, promover a inclusão social é essencial para o desenvolvimento das comunidades onde atuamos. Esse é um valor fundamental do legado de Milton Hershey, fundador da marca, há mais de 120 anos. A empresa se preocupa em ser socialmente responsável nos mercados em que atua, por isso estamos apoiando um projeto que cria oportunidades para formação de microempreendedores, contribuindo para a geração de renda nas comunidades a que pertencem”, afirma Marcel Sacco, diretor geral da Hershey Brasil.

O objetivo da parceria é propiciar melhoria de vida na região de Poá (SP) e capacitar moradores a produzir seus próprios chocolates, em um curso gratuito. Os alunos selecionados terão a oportunidade de aprender a elaborar e comercializar diferentes produtos à base de chocolate e, por fim, formar uma fonte de renda. “Todo o equipamento usado no processo será doméstico, então eles poderão produzir os chocolates em casa depois. Nossa proposta não é uma escola de gastronomia e sim de negócios, para que os participantes aprendam a ser microempreendedores“, lembra Eduardo Lyra, fundador da ONG Gerando Falcões.

A Hershey também movimentou sua cadeia de fornecedores e parceiros do setor para tornar o projeto ainda maior. Apresentou à Barry Callebaut, fabricante de cacau e chocolate, com sede na Suíça, que também decidiu apostar na parceria, juntando-se ao financiamento do projeto. Para Paul Halliwell, Diretor Geral Chocolate Brasil, “o convite da Hershey para participarmos de um projeto tão relevante com o Gerando Falcões é uma honra e vai de encontro aos nossos valores, pois sabemos que estamos colaborando para melhorar o futuro de comunidades carentes”.

A iniciativa recebeu o investimento da Hershey no apoio técnico, gestão & planejamento estratégico e fornecimento de conteúdo aos cursos. A empresa construiu uma cozinha especial e ofereceu toda a estrutura necessária para o andamento das aulas na sede da ONG. O primeiro ano do projeto já está financiado pela empresa, e a partir disso deve ser autossustentável. O novo espaço poderá ainda ser utilizado para outros cursos, ampliando as possibilidades de desenvolvimento da comunidade.

Localizado em Poá (SP), os cursos terão início com duas turmas de oito alunos cada e têm duração de três meses. As aulas acontecerão aos sábados, e serão divididas em três módulos: Produção (como fazer a receita/produto), Gestão de Negócios (como administrar o negócio) e Marketing & Vendas (como vender os produtos). As primeiras turmas serão formadas por 16 mulheres moradoras da região, entre 20 e 57 anos de idade e que veem na confeitaria uma possibilidade de complementar a renda familiar.

O post Hershey apoia formação de microempreendedores para trabalhar com chocolate apareceu primeiro em Startupi.

Powered by WPeMatico